Energy2Drive

Conselhos cheios de energia para
uma melhor performance do seu negócio
e mais segurança na estrada.

Galp

A mobilidade 500 anos depois de Da Vinci

10.4.2019 por Filipe Augusto Santos

A mobilidade 500 anos depois de Da Vinci

Será o inventor mais conhecido de sempre e foi um dos pioneiros da mobilidade. Redescobrimos Da Vinci 500 anos depois da sua morte.

Leonardo da Vinci é ainda, passados 500 anos da sua morte, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento. Pintor, cientista, arquiteto, engenheiro, matemático, anatomista, escultor, botânico, poeta, músico e inventor: Da Vinci era um homem com mais de sete ofícios.

Além de famosas obras de arte e de estudos inovadores na área da perspetiva e da ótica, Leonardo Da Vinci deixou-nos uma série de projetos engenhosos. Sempre entre o real e o imaginário, inventou máquinas voadoras, um fato de mergulho e um antecessor dos carros atuais.

Estas são algumas das invenções que reinventaram a mobilidade há 500 anos:

Carro autopropelido

Este foi um dos precursores dos carros atuais. O carro autopropelido foi desenhado por Da Vinci por volta de 1478, pensado para se deslocar sem motorista através da interação em sequência de molas e engrenagens. Em 2004, num museu em Florença, apresentou-se uma réplica deste modelo.

O Ornitóptero

Leonardo era apaixonado pelo ato de voar. Por isso mesmo, em 1485, desenhou um equipamento de voo. O Ornitóptero já explorava os conceitos de sustentação e propulsão, a partir do movimento de bater as asas, tal como acontece com aves e insetos. Esta invenção tinha mesmo o formato de um pássaro.

Paraquedas

Comprovando o seu fascínio e vontade de voar, por volta de 1485, Da Vinci elaborou um outro dispositivo voador. Preocupado não só com o voo, mas também com o aterrar, Leonardo desenvolveu uma espécie de paraquedas em formato de pirâmide. No ano 2000, Adrian Nicholas (especialista na área) testou o equipamento, que funcionou na perfeição.

O Helicóptero

O último engenho que lhe apresentamos está também relacionado com a arte de voar. Em 1493, Da Vinci projetou um helicóptero conhecido como parafuso voador que é, segundo os cientistas, uma invenção pouco útil. Nunca chegou a ser desenvolvida, até porque, para funcionar, precisaria do trabalho de quatro homens, em simultâneo.

Todas as propostas de Leonardo Da Vinci eram pensadas com pormenor matemático. Há 500 anos, era um pensador à frente do seu tempo, sendo um pioneiro no que diz respeito à mobilidade.

Desde a invenção do carro autopropelido, passando pelo motor de combustão até ao carro elétrico, o que nos diz o passado sobre os próximos 500 anos de mobilidade? Pode não existir uma resposta concreta, mas não restam dúvidas de que o futuro da mobilidade começa aqui.

Tópicos: Galp, Leonardo da Vinci, Galp Eletric

Filipe Augusto Santos

Publicado por Filipe Augusto Santos

Apaixonado pelo trabalho, e um verdadeiro entusiasta da cultura automóvel. Para este profissional, fazer todo-o-terreno para fugir à rotina citadina é um must-do! Quando o trabalho de gestor de marketing o permite, contribui para o blog Energy2Drive.

Comentários com utilização de linguagem abusiva ou ofensiva não serão publicados.

Subscreva o nosso blog

Deixe-nos a sua sugestão de tema!

Artigos do Blog

Recent Posts

New Call-to-action
New call-to-action